NOSSAS DIFERENÇAS SÃO UMA RIQUEZA!

Não posso deixar de comentar a oportuna frase do Papa Francisco, esta semana durante a proclamação da mensagem de Natal.

Independentemente da sua religião, o propósito aqui não é entrar nesse mérito, então tomei o cuidado de extrair esta frase na íntegra. Disse assim o pontífice: – “Nossas diferenças, então, não são um prejuízo ou um perigo; são uma fonte de riqueza”

Fazendo uma analogia com o mundo corporativo; vemos algumas empresas que já compreendem a diversidade como vantagem competitiva e por meio desta usufruem de melhores resultados.

Muitas empresas realizam a inclusão social em seus times, mas ainda sem vínculo estratégico com o negócio. e sem atribuições realmente participativas às pessoas. É insuficiente.

Apesar da necessidade primária ser a inclusão social, quando a diversidade corporativa é feita de forma estratégica, respeitosa, participativa e com gestão orientada à performance de resultados, propiciam combinações de que sim, criam soluções potencialmente melhores para o mercado.

Sei que não é fácil. Bem vindos(as) à jornada Performance D.R.I.V.E. -A diversidade como ferramenta estratégica para composição de alta performance de resultados.